CNI elege membros para mandato até 2018 Aumentar letra Diminuir letra
14 de Maio de 2014

O empresário Robson Braga de Andrade foi reeleito, por unanimidade, para o segundo mandato à frente da Confederação Nacional da Indústria (CNI) na última terça-feira (13/5), em Brasília. Os 27 presidentes de federações de indústrias dos estados e do Distrito Federal ou delegados por eles indicados votaram hoje, no edifício-sede da CNI. Apenas a chapa de consenso concorreu, encabeçada por Andrade. A nova diretoria toma posse no dia 29 de outubro.


Durante o dia, os representantes das indústrias de cada estado compareceram à CNI para votar na urna montada no local. A mesa apuradora dos votos foi presidida pelo diretor jurídico da CNI, Hélio Rocha. Para os próximos quatro anos, entre os desafios citados por Braga de Andrade, está o compromisso de tornar a indústria brasileira ainda mais moderna e competitiva. "Precisamos enfrentar as carências crônicas que tanto nos atrapalham. Vamos continuar nosso trabalho no combate à elevada burocracia e na promoção de de qualificação para os jovens e trabalhadores brasileiros. Os países mais bem posicionados nos rankings de competitividade têm em comum o bom nível educacional de suas populações", destacou, logo depois do anúncio do resultado.


Ainda segundo o dirigente da CNI, é necessário dar atenção aos problemas enfrentados pelo comércio exterior, como o câmbio e a burocracia aduaneira, e investir em inovação. "A propriedade intelectual é um dos temas mais importantes nas relações comerciais da atualidade", disse, citando algumas das prioridades apontadas no Mapa Estratégico da Indústria 2013-2022.


A chapa da diretoria eleita tem, como primeiro vice-presidente, o presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (FIESP), Paulo Skaf; como diretor financeiro, o presidente da Federação das Indústrias do Estado da Paraíba (FIEP), Francisco Gadelha; e como diretor secretário, o presidente da Federação das Indústrias do Estado de Pernambuco (FIEPE), Jorge Côrte Real.

 

 

Compartilhar no Facebook Imprimir notícia Compartilhar por E-Mail Relatar erro na notícia